Divisão e a sabedoria de Deus


Por acaso está Cristo dividido? Quando uma igreja começa a se dividir, esta ação traz muitos prejuízos para o Reino dos céus, dificultando ainda mais a evangelização das almas. E quando estou me referindo de igreja dividida, não estou  me referindo de um grupo de pessoas que estava em um determinado ministério e partiu para outro ministério, ou aqueles que abriram o seu próprio ministério. Precisamos entender que cada caso é um caso, não estou aqui como juiz para fazer um julgamento.


Agora o que estou me referindo é de uma igreja, onde seus membros estão divididos entre si. Embora eles fazem parte da mesma congregação, não há unidade entre eles. Até parece que não estão servindo o mesmo Deus, e caminhando para o mesmo céu.


Desde o começo da igreja de Cristo, o evangelho vem sofrendo com a falta de união entre os irmãos. Um exemplo disto é a igreja de Corinto, onde o apóstolo Paulo plantou esta igreja. Ele por um ano e meio, pregou a palavra de Deus naquela região, porém este período não foi o suficiente para isentar a igreja de problemas, até porque não existe igreja perfeita.


Na igreja de Corinto havia pelo menos 5 principais problemas, que precisava ser tratado com urgência:


  1. Divisão.

  2. Sexualidade.

  3. Alimento.

  4. Ordem no Culto.

  5. Ressurreição.


É evidente que além destes, havia muitas outras questões que precisava ser resolvida, porém estas eram as principais. Uma boa dica para se resolver o problema, é identificar onde está hospedado o problema, uma vez que conseguimos identificá-lo, será mais fácil tratá-lo.


Divisão e Unidade


Eu congrego em uma igreja em que é feita uma subdivisão de departamentos. Isso ocorre para tornar a administração mais fácil. As vezes eu me pergunto: “Será mesmo que estas subdivisões torna a administração mais fácil?”


Eu queria muito ter uma resposta positiva para esta pergunta, mas na verdade o que vai influenciar diretamente, se tal ação é viável ou não, é quem está na frente de cada departamento, ou seja, o líder. 


Todos nós temos a consciência que liderar uma igreja, ou um departamento específico de uma igreja, não é uma tarefa fácil, pois lidar com pessoas é a coisa mais desafiadora que um ser humano encontra em seu caminho. Isso porque cada um de nós temos personalidades diferentes uma da outra. Temos opiniões diferentes a todo momento, às vezes precisamos recuar em certas decisões, e em outras precisamos nos impor, porém precisamos agir com equilíbrio e saber o momento certo de tomar cada decisão.


É nestes momentos em que precisamos tomar uma decisão, em que nós não podemos permitir a divisão, precisamos encontar meios para fazer com que todos se una num mesmo propósito. Nestes casos não podemos de forma alguma tomar a decisão sozinhos. Nestes momentos precisamos pedir orientações para o Espírito Santo, fazendo desta maneira você vai garantir êxito em seus projetos, e vai evitar muitas dores de cabeça.


O que observamos na igreja de Corinto é um partidarismos entre os irmãos. Cada um estava apoiando um determinado líder, tinha alguns que diziam estar no partido de Cristo. Era como se eles estivesse querendo dizer que não estaria apoiando nenhum líder, mas estaria ali para agir apenas a favor de Cristo, mas mais uma vez eu faço a pergunta que não se quer calar, “Está Cristo dividido?”


Temos que tomar o máximo de cuidado, em relação ao percurso que a igreja está trilhando. Quando a igreja sai um pouco dos trilhos, de uma forma metafórica dizemos isto, todos os passageiros do trem podem estar em risco.


Incentivo a unidade


Quando a fogueira está pegando fogo, não podemos colocar mais lenha na fogueira, pois a medida que colocamos lenha aumenta o combustível e mais as chamas se alastram. Acho que você está entendo o que eu estou querendo dizer. 


Quando conseguimos observar que há dissensões, o que precisa ser feito é incentivar a união entre os irmãos, e amenizar a causa da dissensão. Somente quando há uma unidade entre os irmãos é que conseguiremos fazer com que a paz reine entre nós. 


Nossos esforços precisa ser feito para promover a paz entre os irmãos. Não se trata de quem está certo ou errado, quando não conseguimos agir com tranquilidade, todos estão errados. É que o autor de aos Hebreus diz: “Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.”


Divisão “racha” a igreja 


Não podemos utilizar o termo divisão na igreja, nem o termo subtração na igreja. O que encontramos registrados nas Escrituras apenas dois termos para seguir.


Adição: E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar. Atos 2:47


Multiplicação: Onde encontramos a multiplicação da farinha, do azeite, dos pães, dos peixes, de almas e de muitas outras coisas.



O divisão nunca foi, e nunca será benéfica. Na igreja de Corinto encontramos pelo menos 4 partidos, e acreditem nenhum destes partidos estavam com a razão. Vamos entender isso?


1° Partido - Paulo

Paulo por ser o fundador da igreja de Corinto, era muito comum haver uma admiração entre os coríntios  em relação a pessoa do apóstolo Paulo. Não há mal nenhum temos admiração por alguma pessoa, agora por mais admiração que podemos ter por uma pessoa o que precisamos entender é que o Reino dos Céus e muito mais importante do que qualquer pessoa ou algo que existe. 


2° Partido - Apolo

Apolo era um líder cristão muito talentoso. Talvez era comparado com aqueles pregadores que tem uma boa desenvoltura na pregação, ou então aqueles mestres que ensinam com perfeição, ou até mesmo um cantor que tem uma linda voz e encantam os ouvidos com sua melodia, ou até mesmo um pastor que desenvolve muito bem a sua vocação. Mas quando nos esquecemos que toda a sabedoria e dons vem de Deus, isto nos traz grandes prejuízos.


3° Partido - Cefas

Cefas é o nome aramaico do apóstolo Pedro. Este partido representava aquelas pessoas religiosas que enxengam pecado em tudo. São aquelas pessoas que estão mais preocupadas em seguir uma tradição, do que seguir o que realmente a palavra de Deus nos ensina. O que precisamos compreender que matar, roubar, mentir, adulterar, dentre muitas outras coisas são pecados em qualquer ministério ou denominações, mas há algumas tradições que que só serviam para determinadas ocasiões e tempos. Isso é o que chamamos de legalistas judaizantes.


4° Partido - Cristo

Este é o melhor partido dentro da igreja de Corinto? Queria tanto que a resposta fosse positiva, mas infelizmente a resposta é: Não! Isso porque este partido não estavam sujeitos a liderança constituída por Cristo na igreja. Eles agiam de forma egoístas, e muitas vezes fora dos ensinamentos da palavra de Deus. Eram os famosas fariseus que não alcançava a salvação com suas atitudes, e também impediam que os outros também de alcançarem.


Dentre estes partidos não há evidências que Paulo, Apolo e Cefas apoiaram estes grupos. Eu quero acreditar que nenhum deles apoiavam, pois todos eram servos do Senhor, todos eram cheios do Espírito  Santo. Uma pessoa na direção do Espírito Santo jamais ia concordar com tais práticas. Lembrando que esta prática de partidarismo foi usada por satanás ao convencer um terço dos anjos, e foi usado também ao convencer Eva a comer o fruto proibido. E até os dias atuais o diabo vem usando desta artimanha, portanto vigiai.


Cristo não está dividido


O partidarismo dentro da igreja causa uma divisão ao corpo de Cristo. Não podemos permitir o que nós chamamos de “panelinhas” dentro da igreja.  Isso traz uma rachadura, que por sinal mais cedo ou mais tarde pode se quebrar.


Quando as escrituras trata a igreja, sendo o corpo de Cristo. As Escrituras está nos ensinando que precisamos estar inteiros e completos, para que o corpo consiga viver. Quando alguma parte do corpo está enferma, todo o corpo sofre igualmente com a parte enferma. Só há uma solução para a parte enferma, que é o tratamento da enfermidade.


Quando uma igreja não está unida entre si, ela não encontrará forças para sobreviver por muito tempo, será apenas uma questão de tempo para o seu óbito espiritual. Por este motivo precisamos prezar pela unidade dentro do corpo de Cristo. Tenho certeza que Cristo não apoia este tipo de atitude em sua igreja. 


Sabedoria Divina


Para saber um pouco mais sobre este tema, confira o estudo 12 atributos de Deus.


Loucura


O propósito de Paulo não era adquirir para si, seguidores, mas conquistar seguidores para Cristo. Por isso o apóstolo ao pregar o evangelho não se utilizou de palavras com habilidades retóricas, mas se utilizou de uma linguagem simples e de fácil compreensão.


A igreja de corinto tinha uma inclinação voltada para o lado intelectual e humana, porém Paulo percebendo esta inclinação demonstrou através de sua pregação que não é necessário apenas técnicas meramente humana para o crescimento do evangelho, mas o que era preciso era utilizar-se da sabedoria que vem de Deus.


As coisas loucas 


Paulo se utiliza dessa expressão para indicar que Deus anda na contramão da sabedoria humana. Imagine que você é um grande empresário e você precisa divulgar a sua marca, tenho certeza que você iria procurar os melhores e mais qualificados profissionais para divulgar sua marca. Isso é o que a sabedoria humana iria fazer.


A sabedoria de Deus, vai na contramão deste tipo de sabedoria. Observem que uma boa parte dos apóstolos de Cristo, com a exceção de Paulo, eram todos indoutos. Eram pescadores, cobradores de imposto, agricultores, até mesmo Jesus era conhecido como filho do carpinteiro, ou seja, todos tinha como profissão as mais comuns dentre o povo. 


Observamos que o avanço do evangelho foi algo extraordinário. Talvez não teria tanto êxito se fosse confiado a magistrados, ou pessoas dos mais elevados escalões. 


Glorie-se no Senhor


Todos os dons e talentos que uma pessoa possui, veio de Deus. Então se uma pessoa quer se gabar de algo, essa pessoa precisa creditar as honrarias ao Senhor.


Jamais devemos fazer semelhante ao rei Nabucodonosor que deixou o orgulho tomar conta de si e teve que ser humilhado e viver como um animal, para somente mais tarde recobrar a razão e reconhecer que toda a honra e glória pertence ao Senhor.


Outro caso foi o de Herodes, que quis pegar a glória,  que só poderia ser direcionada a Deus, para si próprio e como consequência foi ferido pelo anjo do Senhor e foi comido de bicho e expirou.


Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor. Jeremias 9:24

Nenhum comentário:

Postar um comentário